24 de mar de 2012

Apenas sei que...

Por mais que eu tente negar à mim mesma, ainda sinto meu coração apertado de ciúmes toda vez que te vejo falando de outra garota? Eu sei, estou sendo egoísta, nossas vidas devem correr, não podemos ficar parados ou seremos atropelados pelo tempo. Nós somos incapaz de pará-lo e muito menos fazê-lo voltar atrás. Eu, sinceramente, desejaria nunca ter te magoado. Talvez seja esse sentimento de culpa que me torna tão vulnerável, mas não quero acreditar nisso, não pretendo ficar jogando minha culpa em cima de algo tão bobo.

Porque sinto que a cada passo que tento dar em sua direção, você recua, e caminha na direção oposta. Queria que as coisas pudessem voltar a ser como eram antes, mas eu sei que não possuo o direito de pedir por isso. Eu já não possuo direito algum. Quando foi que eu me perdi de você? Esse meu jeito, próprio e único, tudo o que consigo fazer é te magoar, mesmo quando desejo o contrário. De alguma forma, todas as minhas ações parecem erradas, não sei mais o que devo fazer.

Se meu coração apertado agora machuca, são apenas consequências de minhas indecisões e medos. O correto é que, não deve haver piedade, fui sentenciada culpada. Mas de qualquer forma, continuarei a trilhar por seu caminho, mesmo sabendo que não há mais chances de te alcançar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Os comentários são a maior motivação para uma blogueira continuar publicando, afinal, nada mais triste do que achar que ninguém está lendo o que ela publica, não é? *-*