6 de fev de 2011

A melodia do Desespero

Desperto pela manhã neste quarto abandonado... Olho para os lados e tudo o que enxergo são velhas estátuas. Seus olhos são frios...

Fujo... O vazio daquele quarto escuro é tão tortuoso... Consigo ouvir os gritos daquelas velhas estátuas, pedindo socorro...

Por aqueles corredores sujos, corro... Algo está errado. Meus olhos já não enxergam mais nada... Sinto como se tudo estivesse sumindo.

Prendo a minha respiração por um instante, e ouço mais uma vez as vozes daquelas estátuas... Preciso fugir, mas para onde? Está tão escuro... Eu me sinto assombrada, como se algo estivesse sobre mim, sobre minha cabeça... Como se algo estivesse prestes a cortá-la...

Consigo sentir a chuva devastadora dentro de mim,  a canção avermelhada da destruição... Algo está terrivelmente errado... É como em um labirinto...

Passos a frente não consigo mais sentir o chão... O que está acontecendo? Meu coração suicida começa a grita alto... Será realmente o fim?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Os comentários são a maior motivação para uma blogueira continuar publicando, afinal, nada mais triste do que achar que ninguém está lendo o que ela publica, não é? *-*