29 de jan de 2011

Corredores de espelho...

A cada dia de nossas vidas, damos mais um passo para o nosso futuro... Comparo os caminhos de nossa vida com corredores, alguns mais largos, outros menos, alguns mais iluminados, outros mais escuros...

Pendurado nas paredes destes corredores, há espelhos... Muitos espelhos... Alguns mais ornamentados, outros mais pobres; alguns com moldura em ouro, outros mais simples, em madeira; alguns embaçados, outros quebrados...

Em nossa caminhada diária, temos que escolher em que corredor entrar. É uma escolha difícil e sem volta... Não podemos saber que corredor nos espera, arriscamos a dar nosso primeiro passo para continuar a caminhada.

Porém há sempre um risco a se correr. Podemos entrar num corredor sombrio, mas também podemos entrar em um vasto e luxuoso... E da mesma forma, podemos escolher um corredor errado, que pode ser rico e bonito ou pobre e triste, mas que nos leva à um mesmo fim, beco sem saída... Um beco denominado morte...

Neste momento, me encontro em frente a dois caminhos... Dois corredores distintos... Sem possibilidade de retorno, ou garantia de segurança... Por onde seguir?

Sigo meu caminho pelo corredor à esquerda... Alguns passos à frente, vejo ao meu lado um grande espelho com moldura dourada, porém, não vejo nada... Miro a minha frete e tudo que vejo é uma forte neblina escura... Em que espelho ficou perdida a minha face?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Os comentários são a maior motivação para uma blogueira continuar publicando, afinal, nada mais triste do que achar que ninguém está lendo o que ela publica, não é? *-*